Estudando em Casa

A hora da lição de casa pode ser um tormento para as crianças e também para os pais, mas juntos eles conseguem deixar esse momento mais proveitoso para o aprendizado dos filhos e até mais divertido. Veja dicas
O que seus filhos gostam de fazer no tempo livre? Provavelmente a lista de atividades inclui brincadeiras no quintal ou no playground do prédio ou com o colegas na vizinhança, jogos de videogame ou aquele desenho favorito na televisão ou no Netflix. Provavelmente estudar em casa não está na relação de coisas preferidas dos pequenos.
Entretanto, é sabido que estudar em casa é necessário para que as crianças fixem e concretizem o que foi ensinado na escola. Além disso, ter de fazer a lição de casa é uma maneira de ensinar os pequenos o que é ter responsabilidades, prazos a serem cumpridos e também as consequências de não fazer suas obrigações.
Ainda assim, não é simples tirar o filho das brincadeiras e o levar para diante dos livros e cadernos. Para que o momento de fazer o dever de casa não vire um tormento tanto para os pequenos quanto para os pais, algumas dicas bem simples se tornam interessantes. Veja os detalhes:

  1. Crie uma rotina e fuja das distrações
    O primeiro passo é estabalecer um horário, uma rotina, para que a cirança faça as lições da escola em casa. Com isso, ela já vai saber qual o momento pode brincar e qual deve cumprir com suas obrigações. No começo pode ser difícil que ela entenda, mas como tempo a tendência que isso realmente seja incorporado na rotina dos pequenos.
    “A criança tem de entrar no ritmo, como se fosse um esporte, com disciplina e autonomia e sem distração. Só assim essa atividade rotineira trará benefícios a curto e longo prazo”, diz Paulo Henrique Menezes, que é fundador da rede Meu Dever de Casa, criada justamente para tentar facilitar esse momento para pais e filhos.
    E como já foi estabelecido um horário para o estudo, neste momento é importante, como disse Menezes, afastar qualquer coisa que possa distrair a criança. Portanto, nada de televisão ligada ou celular ou tablet ao alcance dos pequenos agora. Depois de terminar a tarefa eles terão o tempo para brincar e se distrair. E com a rotina estabelecida, saberão disso.
  2. Cantinho do estudo
    Seguindo a mesma lógica de que é preciso ter horário para estudar, a criança também deve ter um local apropriado para realizar as lições da escola. Assim, ela também vai relacionar aquele cantinho da casa a estudo e não a brincadeiras.
    Vale envolver os pequenos ao montar esse espaço. Deixe que a criança, por exemplo, ajude a organizar livros e demais materias escolares e arrume-os a uma altura que o filho possa alcançar sozinho. Também é importante deixar esse local organizado. A bagunça pode desestimular a criança.
    A bancada de estudo e a cadeira que a criança vai utilizar devem ser aquedadas ao seu tamanho. E também é importante cuidar da iluminação, para o local seja claro o suficiente.
    Mas se em sua casa não há espaço para tudo isso – ou mesmo não sobrou verba para investir em móveis e itens para esse lugar – improvise um canto do estudo. Pode ser um pedaço da mesa do jantar. Ajude o filho a arrumar por ali livros e cadernos quando chegar a hora da lição da casa. Com o tempo, ele também saberá que aquele local naquele momento é dedicado ao dever. Outra sugestão de Menezes é levar o pequeno a uma biblioteca para que ele já conheça esse ambiente.
  3. Ajuda dos pais
    Estudar em casa não envolve só a criança. Os pais também devem estar presentes. Menezes lembra que é comum pais chegarem em casa cansado do trabalho e não terem tempo para estudar com os filhos. Mas o apoio dos adultos é fundamental, desde o momento de estabelecer a rotina até estar presente e disposto a ajudar os filhos. Uma dica do especialista é revezar essa tarefa entre pai e mãe. Um pode ajudar com algumas matérias, enquanto o outro ajuda com outras.
    Há também o caso de os pais não lembrarem ou não saberem aquele conteúdo. Não há problema nisso. Nesse caso, eles devem orientar a criança a como elas devem tirar as dúvidas em sala de aula, como professor.
    O importante é estar presente e deixar que seu filho saiba disso. Vale também elogiar os filhos pela dedicação e desempenho e evitar grandes brigas ou discussões em casos de erro. Esse momento deve ser prazeroso para eles.
  4. Não aprenda na “decoreba”
    Um fator que pode desestimular os pequenos nos estudos é apenas decorar a matéria, sem entender aquele conteúdo de fato. Portanto, ao ajudar o filho na lição de casa, não incentive a famosa “decoreba” e estimule-o a compreender o que está sendo ensinado, por que aquela história é importante e assim por diante. “E treinar o pequeno a pensar é essencial não dar as respostas de bandeja, mas, sim, apontar caminhos”, completa Menezes.
    Uma atitude que pode ajudar nesse ponto é incentivar à leitura. Com isso, as crianças vão aprender desde pequenas a entender histórias e o que elas querem dizer. E no futuro, estudar e aprender coisas novas vai ser tornar mais divertido.
  5. Aposte em alguns estímulos
    Além de estar presente, criar um ambiente adequado para o estudo e ajudar o filho a estabelecer uma rotina, os pais podem fazer uso de alguns estímulos no momento de estudar em casa. De acordo com Menezes, algumas coisinhas ajudam os “neurotransmissores do cérebro a realizem sinapses das informações de forma eficaz e permanente”. Na rede que ele faz parte, por exemplo, os profissionais usam música em uma determinada frequência para auxiliar os pequenos.
    Em casa, os pais podem preparar o cantinho do estudo com alguns aromas estimulantes, como alecrim com hortelã e capim limão. Segundo Menezes, esses cheiros também servem como estímulo aos neurônios.
    Além de auxiliar seu filho quando ele for estudar em casa, lembre-se também de se fazer presente na vida escolar dele como um todo, mantendo contato com a escola e com professores para acompanhar o aprendizado das crianças.
    Fonte: Delas – iG @ https://delas.ig.com.br/filhos/2017-09-18/criancas-estudar-casa.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dúvidas?

Entre em contato, ficaremos felizes em lhe atender!
[contact-form-7 404 "Not Found"]